Minha Cidade

Eu Visito

Meu Award



Link-me

*Um blog para os apaixonados.*

Fale Comigo

Recadinhos

Música


PLAY LIST
Id love you to want me
Lobo
La Decadanse
Serge Gainsbourg e
Jane Birkin
Let's just kiss and say goodbye
Barry White
Unchained Melody
Righteous Brothers
Winter Light
Sarah Brightman


Hoje é Dia

Relógios





Créditos

Tecnologia do Blogger.

3 de jul de 2012

DOCE CONTRASTE


De todas que eu amei,
dos lábios que já me beijaram,
dos braços que me abraçaram,
não me lembro, nem sei.
Foram tantas que me amaram,
são tantas que amei,
mas vós, de doce contraste,
tu que jamais me beijaste,
tu que jamais abracei,
só tu, na alma ficaste.
De todas que me amaram,
de todas em que amei,
foram todas que declamaram,
os versos que um dia chorei.
Mas tu, de verso e prosa,
de olhos lindos a brilhar,
sonho de amor e rosa,
só com você, desejo amar.
Você ainda é um sonho,
mas, reinará no meu viver,
seja minha, eu te proponho,
e, venha sorrir no meu prazer.
Autor: Angelo Sansivieri

DIMENSÃO


Esta noite feche os olhos
Ultrapasse a barreira do tempo
Da imaginação
Da emoção
Dê asas a sua paixão
Venha ao meu encontro.
Nesta noite...
Quando adormecer
Esqueça o mundo
Esqueça o tempo
Olhe as estrelas
Olhe a lua
E sinta a paixão
A emoção...
Nesta noite...
Pegue em minha mão
Não tenha medo
Volte no tempo
Voe no espaço
E venha me amar
Com paixão
Em uma só dimensão
A nossa paixão.
Autora: Fafá Lima

CONFLITOS


Existe um conflito dentro de mim,
entre minha alma e o meu corpo,
minha alma não morre enfim,
embora meu corpo esteja morto.
Não consigo equilibrar as duas,
ambas, caminham por trilhas diferente,
uma, não sai das ruas,
a outra, atormenta minha mente.
Quantas magoas carrego na alma,
como é duro sofrer na ilusão,
em saber que o corpo sente um trauma,
daquela verdadeira paixão.
Meu corpo anda muito cansado,
passa horas na cama do desejo,
minha alma reclama do passado,
por ter sido traído, naquele beijo.
Ainda que meu corpo seja agitado,
um dia encontrará o seu lugar,
já, minha alma, quer viver afastada,
da mulher, que um dia eu fui amar.


Autor: Angelo Sansivieri

1 de jul de 2012

CHAGAS DO TEMPO


Há muito tempo que te amo em segredo,
por entre as flores do jardim do medo,
e, enquanto o tempo vai fazendo estrago,
sigo sozinho sem nenhum afago.

Há muito tempo que te vejo longe,
por entre as estrelas, com olhos de monge,
e, enquanto o tempo vai fazendo pouco,
sigo sonhando este sonho louco.

Há muito tempo que te toco em sonho,
por entre as nuvens, flutuar risonho,
e, enquanto o tempo vai fazendo hora,
sigo aqui dentro, e você lá fora.

Há muito tempo que te falo mudo,
por entre as noites que encobre tudo,
e, enquanto o tempo vai fazendo morte,
sigo calado ao sabor da sorte.

Há muito tempo que te quero minha,
por entre as redes, em que tu caminhas,
e, enquanto o tempo vai fazendo vida,
sigo perdido sem a flor querida.
Autor: Angelo Sansivieri

30 de jun de 2012

ASSIM FALA MINHA ALMA


Esta é a minha serenata de amor,
uma maneira de conquistar meu sonho,
de levantar conquistas ao seu lado,
escrever os mais lindos versos,
para uma mulher especial.
Meu cavalheirismo,
é assediar você minha musa inspiradora,
com seu jeito doce,
consigo extrair os mais puros
sentimentos da paixão,
para viajar nas entrelinhas.
Não basta conquista – lá,
com palavras,
importante mesmo é retribuir
todo carinho recebido,
aplicar meus gestos e comportamento,
na condução diária do nosso relacionamento.
Fazer do meu coração,
um principio de amor e respeito,
cultivar sua gostosa amizade,
exalar todo brilho do meu sorriso,
dirigir – lhe, uma palavra amiga,
quando necessária.
A vida, ensinou – me a sabedoria,
presenteou – me, com a sua graça,
para que eu possa ama – lá,
por toda minha existência.
Quero fazer desta bandeira,
toda prova de amor,
seja ela na alegria ou na dor,
assim está escrito nas estrelas,
assim fala a minha alma.
Autor: Angelo Sansivieri

AMOR VIRTUAL


Diariamente em minha tela,
ela aparece como a deusa do amor,
toda produzida como Cinderela,
ela vem aliviar a minha dor.

Chega de forma elegante,
trazendo no corpo a essência,
do sonho amante,
em noite de juras e demência.

Êxtases de loucuras,
na profusão dos corações,
são momentos de procuras,
neste ritual de paixões.

Corpos quentes entrelaçados,
bocas que se fundem numa só sintonia,
amor virtual, desejos traçados,
de todo prazer que virou magia.

Madrugadas de delírios,
nos circuitos virtuais,
encarnados sobre os lírios,
explode os orgamos carnais.

O sol penetra entre as cortinas,
extenuados na noite de amor,
visualizo a face da menina,
oferecendo - me o sorriso da flor.
Autor: Angelo Sansivieri

AMO ALGUÉM


Amo alguém, sofro, viro refém,
mas não tem coisa melhor,
remédio assim não se encontra,
para aliviar a tensão e a saudade.
Estou cansado desta distância,
não vejo a hora de entregar - me,
em teus braços,
estar perto deste amor, que me alucina,
que floreio meus pensamentos, e domina - me.
Tudo é real, quando penso em você,
folhas ao vento, coração ao léu,
e sobre o céu do seu paraíso,
também seu último refúgio,
paira um derradeiro sorriso,
do amor eterno.
Palavras não podem descrever,
palavras não são o bastante para entender,
o que você é para mim,
o que um dia, quem sabe,
eu serei para você.
Eu a amo tanto que a você posso entregar
o meu cansaço, o meu silêncio,
a minha necessidade de ficar um pouco calado,
nada contar, não falar, não ser solicitado.
Eu estou aqui a seu lado
como quem pede socorro em silêncio,
na suposição e esperança de que
aqui ninguém exija que eu fale,
conte, ou me defenda,
que eu seja brilhante, que eu seja bom.
Eu vim aqui homenagear você
e o seu amor, com meu silêncio,
o meu cansaço e o meu reconhecimento,
porque somente você, saberá entendê-los.
Autor: Angelo Sansivieri

A COSTELA DO HOMEM



AMAR


Amar...
simplesmente amar.....
Amar em silêncio
Escondido
Amar e não poder falar

Amar...
e ter que rejeitar esse amor

Amar...
dor contida no peito
coração dilacerado
de tanto amar e silenciar

Amar...
Vontade de gritar ao mundo
EU TE AMO!

Amar...
em silêncio para não te perder

Amar...
Sufocar o amor
Por não poder te amar...

Autora: Rosângela da Silveira Coelho

AH, SE EU PUDESSE


Ah, se eu pudesse
subir ao céu,
andar pelas nuvens,
e de lá, poder ver
como é o seu dia - dia.
Queria acompanhar os
teus passos, fluir na
fragrância exalada pelo
teu formoso corpo,
e respirar o doce perfume.
Ah, se eu pudesse
ver o pôr - do - sol
ao lado da lua,
te ver nua,
sem estar ao seu lado.
Ah, se eu pudesse
voar como pássaro,
entrar em sua janela,
beija - lá com carinho,
e dar - lhe o meu abraço.
Ah, se eu pudesse
transporta - lá em sonhos,
tu seria a deusa estrelar
em noite de céu azul,
coberta do manto prateado.

Autor: Angelo Sansivieri

DIGA QUE ME AMA


Com o seu coração aberto,
enfeitando minha alma,
diga que me ama.

Pense nesta canção,
minhas palavras tocando sensibilidades,
elevando - te, em um só coração,
mas, diga que me ama.

Minhas mãos te querendo,
num sonho que clama,
saboreando tuas noites,
mas, diga que me ama.

Nada é em vão,
decerto, todo amanhã,
vou dizer - lhe,
eu te amo.

Autor: Angelo Sansivieri

UA MINI CRÔNICA SOBRE AS DIFERENÇAS DO AMOR



Sabe, eu sempre acreditei que o amor acabasse com qualquer tipo de diferença, que o amor era capaz de apagar com imagens que muitas vezes nos fere os olhos, nos fere até a alma. Já vi tantos relacionamentos darem certo, e outros tantos darem errado, pois os mesmos não tinham um objetivo em comum, que era o de unicamente encontrar o amor em suas diferenças. Digo das diferenças do amor, e não nas diferenças de amar. Hoje há pessoas que mesmo sabendo e sentido que encontrou o amor de sua vida, renega-o por sua cor, por sua condição física, por sua idade, e quem diria, até por sua condição financeira. Tolos são estes que acreditam nestas diferenças, pois os mesmos não sabem que o amor está no ato de amar além da vida, remetendo-os há um plano que só a perfeição alcança, então digo que, Ama-se não há uma única cor, e sim ao colorido, Ama-se não ao corpo, e sim a alma, Ama-se não ao velho ou ao Jovem, e sim ao que ele aprendeu, e o que ele tem a aprender, Ama-se não o que ele pode lhe oferecer economicamente, e sim o que ele pode lhe doar a sua vida. Pois com o amor, há a possibilidade de crescimento mútuo...Eu já vivi muito destas diferenças, acreditando que o amor poderia ser capaz de interver por mim, mas eu estive pensando errado, pois não sabia que o amor nos iguala em nossas diferenças, então no caso, eu que não fora amado de verdade. Eu não sei se tu sabes, que o amor chega a qualquer hora, e ele não se importa com teus problemas, mas ajuda os resolver, ele não se importa com sua fome, mas ele ajuda-o a alimentar-se, e se por ventura estiveres de cabeça cheia, e ele também lhe ajuda a alienar-se de seus problemas, e enfim, ele lhes torna iguais em suas diferenças...

Autor: Marco Ramos

DIFERENÇAS


Eu me surpreendi com o seu jeito de ser,
Surpreendi-me com o teu mundo vazio,
Com seu olhar perdido de ter e não ter,
Como um verão sem sol, ou peixe sem rio...
Eu pude me surpreender com seu sorriso,
Mesmo quando em lágrimas se apresentava,
Mas lhe ver assim, também me fora preciso,
Para entender do esboço que tu me traçavas...
Para que eu pudesse surpreender-me novamente,
Ao lhe ver superarando todos os obstáculos,
E projetando um futuro sempre à frente,
Dando aos meus olhos um verdadeiro espetáculo...
Dizendo-me quase tudo com seu olhar,
Mas que belo olhar, que tem muito a dizer,
Talvez mais que um sonho, um sonhar,
Talvez mais que uma vida, um viver...
E assim como me chega a inspiração,
Você vem se chegando como o vento,
Mas não como uma calmaria, é sim um furacão,
Despindo-me de todos sentimentos...
Então eu digo que seria incapaz de ser igual a ti,
Somos diferentes, eu sei, mas é isso que me atrai,
Diferentes mais iguais quando o amor fala por si,
Como um resultado que a nada se subtrai...
Somo diferentes, eu sei, e por isso me surpreendo,
Quando me pego no seu mundo pensando,
E por ele, sigo como se estivesse vivendo,
Ou quem sabe até reflita que estou amando...
Então me pegarei novamente surpreendido,
Mas não arrependido por lhe amar, anjo delicado,
Pois algo na lembrança me diz contigo já ter vivido,
Há esse amor, que parece zombar do pecado...

Autor: Marco Ramos

DIÁLOGOS


Abri para você meu coração
Estava sangrando
Doído
Desesperançado
Esvaído de paixão

Era medo
Falava de desejo contido
De dúvida
De rejeição
De desilusão

Mas sua resposta
Dizendo da beleza da alma apaixonada
Dos beijos ardentes
Dos corpos unidos e suados
Do toque alucinado
Da ausência de pudor
Tudo apagou

Tirei de mim as incertezas
Impus-me a pura nudez
Suas palavras em mim
O amor reabilitaram

Quero o amor que me oferta
E se me gosta livre
Em seus braços me libertarei
Serei a mulher que quer
A menina
A amante
A lua
A insensatez

Nada mais temo
Agora tremo
Ao me imaginar
Em delírios supremos
Em orgasmos jamais sentidos
E anseio por a você me juntar

Rasguei o passado
Resgatei a paixão
Mandei o velho amor embora
Em você me encaixarei
E pecaremos em união
Quentes corações
Corpos ousados

Novamente sonhadora
Liberta
Moleca
Em seu amor
Um novo tempo viverei

Autora: Magda Almodovar

29 de jun de 2012

DEVASSA MINHA ALMA


Devassa minha frenética alma,
nesta dança sensual de corpos aderentes,
exalando teu sorriso maroto,
embriagando-me de amor, nesta noite.
Deriva o teu lindo dorso,
em fantasias calientes,
espalhando tuas fragrâncias de rosas,
em nossos compassos perfeitos.
Volteia serena a tua paixão,
requebra menina em meus braços,
explorando meus sais,
em suaves cavalgadas.
Solte teus longos cabelos,
liberte teus sonhos gritantes,
seja minha amada amante,
nesta danada paixão.
Afogue-me com teus beijos,
aperte-me contra o teu peito,
excita-me por doces desígnios,
de mil sabores picantes.
Satisfaça teus egos retidos,
em brados ofegantes,
nesta fogosa sensação,
extenuando-se, nos meus prazeres.

Autor: Angelo Sansivieri

DESPERTAR


Menino moreno, hoje sonhei contigo
Beijei tua boca, brinquei no teu corpo
Olhei nos teus olhos e este foi meu castigo
O brilho marcou-me com ânsia de um louco
Pois, no fundo no teu olhar
Tocou-me o desespero de ter de acordar
             
E quando a luminosidade vem invadindo o meu leito
Serpenteando da janela do meu despertar
Sinto como se teus lábios roçassem sobre meu peito
E o teu perfume ainda flutua pelo ar
- Não! Que não se vá a última estrela
Não morra a noite sem mais uma vez eu poder vê-lo!
              
E enquanto se desvanescem as sombras da noite
Transformaremos o inverno em mormaço
Unidos no pensamento por um beijo delirante
Fartar-me do teu corpo, e adormecer nos teus braços
Sentir-me tecer os teus cabeleos nos meus
Até abrir os olhos, que significa dar adeus

- Adeus...

Procura-se a autoria

SOU TEU


Amo-te com toda força da minha alma,
E entre todas as falas, és meu idioma,
O pouco que conheço de meu universo,
É teu sorriso,
O motivo de minha existência.
E para todos os minutos, o sempre,
Sou teu palavra e versos em forma de passos,
Sou teu arrepio em corpo nu, por dentre,
Sou o perfume de tua escolha.
Assim sou horas tua regredindo da vida,
Sou as lágrimas que escorrem da vida, fugidas,
Sou o teu preenchimento e não o vazio,
Sou teu corpo, teu destino, tua alma.
E no repouso de meu instante,
Sou mais do que amor reconhecido,
Sou eu o que não sai de teu corpo,
Nem o que se esquece por tempo.
Estou entre sua virgindade e tua morte,
Sou o que estava escrito no roda pé do teu destino,
Não sou o que brinda sua saudade,
Sou sua liberdade voando pro mundo.
Soneto cantado ao longe para o infinito,
São minhas orações enviadas a cristo,
Faz-te minha no hoje e para o fim dos dias,
Pois o ontem são lágrimas perdidas.
E maior do que as horas que me cronometram do mundo,
É meu coração, acalanto para o seu infinito amor,
E colados como anjos encarnados em almas gêmeas,
Acompanhamos um ao outro,
Então o fim, é apenas mais um recomeço

Autor: Rodrigo Obelar

CONVITE DIFERENTE


Quero convidar-te para um passeio.
Não um passeio comum,
ou um passeio qualquer.
Faço-te um convite para um passeio diferente,
onde vamos ficar por um tempo ausentes do mundo em que vivemos.
Quero convidar-te para um passeio nas estrelas.
Quero de mãos dadas, entrelaçadas,
conduzir-te a esse passeio cheio de emoção.
Vou mostrar-te onde nasce o amor,
onde brotam todas as sementes,
onde as bem-aventuranças ainda são crianças,
esperando a semeadura nos corações.
Não envolva-se tanto com o encantamento,
por certo, o deslumbramento se estenderá
em sua visão e em seu coração.
Em nosso regresso,
traremos algumas sementes para fazermos doação.
Quero mostrar-te o sol da meia noite,
o segredo do arco-íris,
porque suas cores se reproduzem atrás de minhas lágrimas.
Quero apresentar-te às três marias,
levar-te no alto do cruzeiro do sul,
para ajoelharmos e,
juntos fazermos nossa prece em segredo,
longe dos açoites mundanos,
distante dos medos que cercam nossos momentos.
Vou mostrar-te o enlace de estrelas,
onde se enamoram e namoram.
Onde seu estado de gestação é inteira felicidade,
onde a eternidade é o berço da maternidade.
Vou revelar-te o segredo da visão,
saberás que teus olhos são as janelas da alma,
que toda linda paisagem é o reflexo do teu coração.
Saberás que o brilho das estrelas são o espelho do amor.
Quando estiveres certa de que deves aceitar meu convite,
teu coração me dirá.

Autor: Edmen

CÍRCULO DE GIZ


Por algumas mulheres transitei.
Mas em nenhuma, juro, me detive.
Filha de Catanduva, de Ninive,
atendesse por Ângela ou Maria,
Como não as amava, consolei
em versiprosa que nada dizia.
Mas a você que, eu afinal, amei,
me reflori e me tornei converso,
a você que eu amei e multiamei,
sonhei dar muito mais que amor em verso.
Duas vezes apenas me flori
Na estação do amor. Círculo de giz
maravilhado, então, eu aprendi
que o verso é inútil quando se é feliz
e o poema só deflagra seus sinais
quando um dos dois murmura "Não dá mais".

Autor: Homero Homem

LÁGRIMAS VIVAS


Por mais que seja notável,
Esperado ou visível,
Nem todo tempo seu é meu,
Nem tantas culpas minhas é tua.
E por pior que seja tua presença,
É pior no teu beijo a ausência,
E ao mesmo do teu olhar a visão,
Longe de mim cada vez mais estão.
Mesmo contigo presente,
Abraço-te sem segurança alguma,
Pois se de seu peito já não caem lágrimas
De minha alma, não seca nenhuma.

Autor: Rodrigo Obelar

NOSSO MEL


Quando da boca escorre um líquido quente,
a paixão a faz deslizar sobre minha pele,
os nus não fogem dos medos,
apenas um leve odor suaviza.

As palavras ficam soltas,
nada é amor, tudo é amor,
a paixão desperta laços e entrelaço,
minha alma está liberta dentro da sua carne.

De tudo exalam-se cheiros brutos,
um misto de suavidade e força,
nas bocas são sentidos gostos não entendidos,
um gozo seguido, outro e um grito de êxtase.

O fazer amor tem um certo doce,
a virilidade toma o corpo e a alma,
vem o mel... o beijo, o sensível dos toques,
seguido de um ''te amo'', que estava guardado.

Autor: Caio Lucas

TU ÉS O MEU DESTINO


Tu és o meu destino, eu sei...
Nas estrelas já estava escrito,
O presente de Deus que sonhei,
O conto de fadas mais bonito!
As mãos de Deus me conduziram a ti,
Parece reencontro de um outro Plano,
Por ti esperei e não me arrependi,
Tampouco temi por algum engano.
Nosso amor vem de outras existências,
Tu és o meu destino, volto a dizer!...
São tantas e concretas as evidências
Desta afeição mútua, deste bem-querer.
Eu, que me apresentara como amigo,
Logo percebi que não era bem assim,
Senti que era amor o que dividia contigo
E que tu gostavas muito de mim.
O destino fez de ti os sonhos meus,
E vai transformá-los em realidade,
Nosso amor é um "script" de Deus,
Existo para te amar de verdade,

Autor: Lorenzo Yucatán

A EFUSÃO


A nossa amizade é como a natureza: bela, pura e simples.
Desejo apenas, que tenhamos forças de intensificá-la cada vez mais, não permitindo nunca que ela esmoreça ou seja companheira do vento rude do esquecimento.
Juntos com certeza, teremos esta força, pois, somente amigos conseguem e podem fazer com que a amizade permaneça sólida através dos tempos.
Sólida e cheia de encontros, realizações, companheirismo, carinho e compreensão.
São pessoas como você, que contribuem para que os pequenos momentos se tornem grandiosos e inesquecíveis.
É o mais sincero sentimento de alguém que teve seus pequenos momentos transformados em felicidade.

Autora: Marcia Aparecida Ferrari

AUTO ESTIMA


Se um dia alguém fizer com que se quebre a
visão bonita que você tem de si,
com muita paciência e amor reconstrua-a.

Assim como o artesão recupera
a sua peça mais valiosa que caiu no chão,
sem duvidar de que aquela é a tarefa mais importante,
você é a sua criação mais valiosa.
Não olhe para trás.
Não olhe para os lados.
Olhe somente para dentro,

para bem dentro de você e faça dali o seu lugar de descanso,
conforto e recomposição.
Crie este universo agradável para si.
O mundo agradecerá o seu trabalho.

Autor:Brahma Kumaris

28 de jun de 2012

DIALÉTICA


É claro que a vida é boa
e a alegria, a única indizível emoção.
É claro que te acho linda.
Em ti bendigo o amor das coisas simples.
É claro que te amo
e tenho tudo para ser feliz:
Mas acontece que eu sou triste...


Autor: Vinícius de Morais

DEVAGAR...


Veio devagar, se aconchegando,
Com jeitinho se aproximando,
Com palavras me adoçando
E com gestos me conquistando.
Devagar foi se mostrando
Com carinho me apaixonando
Se fez presente em meu destino
Me fez sonhar como um menino.
Devagar se apossou do meu coração
Se alojou sem permissão
Quando vi já estava lá
Sem ao menos perguntar.
Devagar...bem devagar...

Autora: Ana Oliveira

DESEJOS


Fogo queima,
roupa veste,
Íntima fêmea,
Macho tece,
Ser fogo no mar,
Respirar sem ar,
Pensar amanhã,
Só pela manhã,
Ver o sol cair,
Sentir a lua brilhar,
Água reflete assim,
Nosso desejo de amar.

Procura-se a autoria

DESPEDIDA


Toda vez que nos despedimos, tontos de amor,
enquanto me afagas, enquanto te afago,
teus olhos escuros,  vidrados,
tem um brilho interior
de lua no fundo de um lago...
Toda vez que nos despedimos
à espera de uma inquietante outra vez,
enquanto recostas tua cabeça em meu peito
te olho nos olhos, pensando que nunca nos vimos,
e me olhas também, mas parece que não me vez...
Toda vez que nos despedimos,
- toda vez -
há um mundo de ternura em teus olhos, um mundo estranho e profundo,
como os reflexos da luz , no vinho que ficou
no fundo de duas taças, após a embriaguez...

Procura-se a autoria

DESEJO VÃO


Ah, se eu pudesse
Esquecer tudo numa farra louca,
Que nunca vou poder beijar-te a boca
Dormir abraçado ao peito teu.
Ah se eu pudesse
Sorver cada líquido do teu corpo
Entrar em ti, morder-te como um louco Canibal.
Ah se eu pudesse
Arrancar de ti meu pensamento
Ainda que fosse só por um momento
Pois nada dói mais que uma ilusão Perdida.

Procura-se a autoria


DE REPENTE


De repente,
não mais que de repente,
vi-me assim:
atada,
tesa,
presa,
e indefesa,
vítima do amor.
Em cárcere privado,
coração algemado,
desejos descontrolados,
Sonhos viciados...
Destes um golpe certeiro,
fatal,
definitivo.
Tens-me agora em cárcere,
totalmente entregue,
prostrada a teus pés,
mendigando,
implorando,
conclamando tua clemência
e minutos de tua atenção;
um afago,
um beijo,
e, teu olhar cheio de desejo!
Eis-me aqui,
uma vítima indefesa do amor,
algemada da alma
ao coração!

Autora: Vanderli Medeiros

CONTRATO DE FELICIDADE


A felicidade de conhecer-te foi tão grande
quanto o amor que me deste.
Completei-me nesse amor.
Nada mais quis.
Você foi tudo pra mim,
até chegar o momento desse amor chegar ao fim.
Eu sempre te lembrei que a felicidade era um bem passageiro,
inquilina dos corações,
quando não se renova o contrato,
findam-se as ilusões.
Quis-te mais que o ar que respiro.
Os ternos e longos beijos que me deste,
de minha alma ouvia-se tantos suspiros.
Este foi o amor que em ti conheci,
e que de mim também muito desprendi.
Dei-te em amor, mais que a primavera ofertou-te em flor.
Confesso não menos de ti recebi.
Os momentos de amor que me ofertaste,
foram momentos que eu nunca senti.
Mas hoje, somente hoje,
vi que a felicidade não renovou o contrato,
quando chorando me pediste teu retrato.

Autor: Edmen

CONEXÃO


Um toque sem tocar
Um beijo sem  beijar
Uma saudade sem  ver
Um  desejo  sem olhar
Uma louca paixão, sem conhecer
Uma louca saudade de você
Sem nunca ter olhado em seus olhos
Um querendo "ficar"
Mesmo sem saber, aonde você está,
Um espaço vazio,
Sinto teu corpo invisível
Vejo seu sorriso
Sem ver teus lábios
Sinto sede dessa boca
Boca que nunca senti
Um prazeiroso entregar
Sem nunca me dar
Nossa comunhão de corpos é perfeita!
Corpos que não se conhecem
E assim nessa conexão de sentimentos
Sentimentos vividos no virtual
Um virtual que para nós é real...
Acontece nossa paixão nas raias da net!
E eu e você, existimos...somos reais,
Através dessa tela...
Podem ser aqui...palavras virtuais...
Mas nossos sentimentos são reais...

Autora: Catherine Roos

QUANTO TE VI


eu fiquei com medo de falar com você.
Quando eu falei com você,
eu fiquei com medo de te abraçar.
Quando eu te abracei,
eu fiquei com medo de te amar.
Agora que te amo,
estou com medo de te perder.
As vezes o amor machuca,
mas se ele não machucasse então não seria; amor!
Fique com a pessoa que você ama antes que ela; possa escapulir, ou então
você nunca podera tê-la de volta!
Eu nasci quando você me beijou.
Eu morri quando você me deixou.
Mas eu vivi pelo tempo que você me amou!
Desde quando você estava lá,
eu chorei para não dormir.
Enquanto eu tive você,
eu adormeci com um suave sorriso em minha; face.
Antes de eu perder você, eu tive medo de  dormir.
Agora que você se foi, eu aguardei acordado a noite esperando que você voltasse...

Procura-se a autoria

CLASSIFICADO DE JORNAL


Procura-se um amor, nato e verdadeiro,
que não seja o primeiro nem o derradeiro;
Que tenha uma perfeita visão do coração,
olhe sempre comigo à mesma direção;
Que saiba transmutar a dor em amor;
Que tenha alvura da paz, transparência de ternura,
que me eleve à sua grandeza lá na altura;
Que tenha leveza de carinho,
que conheça a magia de transformar ervas daninhas
em lindas flores sem espinho;
Que seja tão profundo quanto o mar,
que seja tão intenso quanto o desejo de amar;
Que seja lindo como as estrelas,
sempre presente quando se vê...
Que esse amor esteja em um coração;
E o mais importante!...
Que esse amor seja você.

Autor: Edmen

27 de jun de 2012

CHUVA DE AMOR



CAVALGAR


Hoje quero cavalgar em noite de luar.
Entre as estrelas, te procurar.
Sentir todo o seu esplendor,
numa nuvem de amor.

Hoje eu quero te dizer,
entre as estrelas do prazer,
sentir todo o seu perfume,
soprar lá do alto do cume.

Hoje eu quero navegar,
entre luzes do luar.
Sentir o teu doce beijo,
numa  explosão de desejo.

Hoje eu quero te cobrir de flores.
Entre céus dos amores.
Sentir na brisa, a pureza
de toda sua beleza.

Hoje eu quero te carregar,
entre abraços, te beijar.
Sentir as batidas do seu coração,
e caminhar na sua paixão.

Hoje eu quero te tocar.
Entre folhas, poder te amar.
Sentir todo o seu calor,
do mais profundo amor.

Hoje eu quero te olhar,
entre o céu e a terra, testemunhar.
Sentir e dizer que te clamo,
sabe Deus, quanto eu te amo.

Autor: Angelo Sansivieri

CARONA PRA LUA


Vem amor,me leva com você...
Quero uma carona ,lá onde mora o amor,
Onde nunca se viu a dor,
Leva-me ...
Quero embarcar nos teus desejos,
Nos teus delírios mais profundos,
Ser sua musa,sua inspiração,
Percorrer os caminhos mais secretos
Do teu corpo envolto ao mel da tua ama,
Leva-me meu amor...
E nem pense na volta,
Porque já não seremos mais deste mundo,
Partiremos para sempre!
Lado a lado sugados pelas delícias do amor
Tragados pelos devaneios do prazer sem fim.
Dá-me amor,
Uma carona pra lua?

Autora: Bruxa Sampa

BILHETE


Se tu me amas,
ama-me baixinho.
Não o grites de cima dos telhados,
deixa em paz os passarinhos.
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
.....tem de ser bem devagarinho,
.....amada,
.....que a vida é breve,
.....e o amor
.....mais breve ainda.

Autor: Mário Quintana

BANHO DE VÊNUS


Qual Deus espargindo sobre ti Suas bênçãos,
O sol se refrata ao atravessar o vitral de permeio
E colore teu corpo em gotas coloridas que refulgem
E brincam iridescentes na espuma em tuas mãos,
E se detêm indecente em teus pelos, em teu seio.
Semi-emersa na marmórea concha da banheira,
Alva da espuma branca ora repleta de matizes,
Tuas mãos infantes, por instantes que surgem,
Percorrem teu corpo, brincante em detalhes, à beira
De encontrarem-se em ti, em suaves deslizes.
Alvas coxas submersas que se entreabrem, nas bordas
Apoiadas, mas denunciadas por joelhos aparentes,
Ilhas náufragas no oceano tinto de espuma colorida,
Que ora calmo, sem ondas ou marolas unas ou em hordas,
Esconde o cismo que se agiganta em movimento crescente.
Síncronas, se abrem e se fecham, se atraem e se repelem,
Criam ondas Tsunami, tremores crescentes ao antes marasmo,
Conduzindo-te a mundos incógnitos, a paragens perdidas,
Ao mais íntimo de ti própria, ignoto por mais que te apelem,
À doce paz infinita que se segue às convulsões do repleto orgasmo.

Autor: Luíz Henrique Mignone

O AMOR QUE NÃO ESQUEÇO


Por que muito te quis hoje me entristeço,
pelo amor que sufoquei,
pelo carinho que não te dei,
mesmo que não saibas querida,
nunca te esqueço.
Responde-me tu que muito amou,
por que somos assim,
o que mais queremos nunca alcançamos,
é o que menos temos...
Quando se trata de amor jamais tem fim?...
Por que no coração permanece um amor que nunca se teve,
mas que tanto se quis, e que,
entretanto nunca se esquece? Diz-me!...
Esse amor fenece?
Onde andas amor, que não te vejo, mas te sinto!
Em teu coração sentes-me também?
Diz-me ao menos em pensamento,
não me castigue em lamento...
Serei para ti alguém?

Autor: Edmen

APENAS UM BILHETE


Estou com saudades,
Preciso de você,
Das suas palavras,
Do seu carinho,
Mas não sei onde você está,
Então lhe escrevo esse bilhete,
Mas não sei para onde enviar,
Decido então joga-lo ao mar,
Quem sabe a magia vento,
Junto com a força das marés,
Conseguem o meu bilhete entregar,
Nele eu peço apenas,
Que você perdoe minhas falhas,
Que não brigue mais comigo,
Que você rompa esse silencio,
E venha novamente do meu coração cuidar,
Que seque minhas lágrimas,
E me diga que tudo passou,
Que daquela briga nada restou,
E que ainda é meu o seu amor...

Autora: Patricia Montenegro

PALAVRAS


Palavras são expressões do que sinto.
Se o coração expressa-se em larga permissão,
também a mim consinto.
Palavras muitas vezes surdas, caladas,
expressam-se numa simples flor,
portadoras que são,
do que vai no coração.
O amor que por ti sinto,
não é o amor deste mundo.
Confesso-me a ti,
esse amor não é daqui,
é sublime e profundo.
É amor maior que o mar,
mais cristalino que água,
mais puro que o ar.
É o amor que eu quero sempre...
para sempre, amar.

Autor: Edmen

APAIXONEI-ME PELAS SUAS PALAVRAS!!!
NÃO FOI POR VOCÊ...



Palavras, simplesmente palavras, suaves como o soprar dos ventos, delicadas como as pétalas das rosas, sempre exalando o perfume da paixão...
Encantadas como o brilho de  olhares apaixonados, como se houvessem duas  estrelas a brilharem em toda constelação...(Nós)
Durante muito tempo escrevemos  transmitindo nossos sentimentos com reciprocidades... expondo-nos e tornando-nos  vulneráveis, concordávamos mutuamente que quando amamos somos inteiros, verdadeiros...
Sempre expusemos nossos  pontos  de vista  que para vivermos um grande amor,  com inteira felicidade e cumplicidade, tem que haver de ambas as partes confiança e respeito as pessoas que amamos...
que o amor  não poderia ser solitário, quando  se dá amor, temos que receber amor, caso isso  não ocorra, o sentimento evapora-se torna-se  nada...
Hoje tristemente percebo que eram somente palavras... elas findaram-se, e com elas você se foi.
Agora  com toda minha sensatez consigo pensar em apagar você do  livro do  meu coração, virar a página e começar a escrever uma nova estória.

Autoria: Sussu

CASTELO AZUL



Procura-se a autoria
 
©2011 Template exclusivo para Melodiahot - Só Templates